O Shazam esqueceu-se de tudo por uma boa causa

O Shazam esqueceu-se de tudo por uma boa causa

O Shazam esqueceu-se de tudo por uma boa causa

O Shazam, que nasceu para nos ajudar a identificar o nome e o intérprete de uma música que se esteja a ouvir, esqueceu-se de tudo por um dia.

Parece inacreditável? Bom, mas, pelo menos de certa forma, foi mesmo isto que aconteceu e por uma boa causa.

O jornal digital Shifter e outros meios de comunicação estão a dar conta de uma ação para a Alzheimer’s Research UK – uma associação dedicada a prevenir, tratar e combater a doença de Alzheimer – que a aplicação pôs em prática no Reino Unido, no passado mês de abril.

The Day Shazam Forgot foi o nome da iniciativa que, através de um vídeo, mostrava as dificuldades da aplicação em recordar-se do nome da música em questão. Após “recuperar a memória”,  os utilizadores eram convidados a doar e a conhecer mais sobre a doença de Alzheimer.

“Em poucas horas, a campanha resultou em dois milhões de impressões e 5 mil visitas à página de doações da organização”, lê-se no Shifter.

O diretor da associação explicou que o objetivo da campanha, desenvolvida pela Innocean Worldwide UK, foi provocar “reflexão aos utilizadores do Shazam e ter levado as pessoas a apoiarem a causa ou a aprenderem mais sobre todos os sintomas”. “Embora o que nós fizemos no Shazam tenha sido apenas mostrar uma parte da doença, sentimos que ao captar a audiência desta forma iríamos ganhar mais do que se não fizéssemos nada, referiu Tim Parry, da Alzheimer’s Research UK.

Apesar da aceitação, levantaram-se algumas questões sobre esta ação, nomeadamente pelo The Verge, acerca da “leveza” na abordagem de um tema sensível e da sua complexidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *