Tecnologia molda pessoas e marcas em 2016

Tecnologia molda pessoas e marcas em 2016

Tecnologia molda pessoas e marcas em 2016

Por Sandra Alvarez

 

Embora possa parecer um lugar-comum, nunca é demais reforçar que o comportamento das pessoas está a alterar-se muito rapidamente e que as suas necessidades, desejos e expectativas evoluem, pelo que as marcas necessitam identificar formas cada vez mais relevantes de comunicar eficazmente com seu público.

 

A PHD, em conjunto com a Future Foundation, identificaram tendências que irão moldar as pessoas, as marcas e os meios de comunicação durante o ano 2016.

A evolução tecnológica não só significa que o consumo de media aumentou, mas também que mudou a maneira como se consome media.

Por um lado, o facto de as pessoas quererem consumir media on the go, envolvendo-se com os conteúdos que muitas vezes co-criam, representa um grande desafio para as marcas, mas também uma grande oportunidade. Por outro lado, a media dita “tradicional” – que conseguiu adaptar-se aos desenvolvimentos tecnológicos para amplificar e complementar o seu produto, em vez de os ver como um concorrente – conseguiu alcançar níveis mais elevados de sucesso no mercado.

 

Este desenvolvimento tecnológico vai continuar a dar-se em várias vertentes:

 

1. O crescimento da realidade virtual e da tecnologia multissensorial vai revolucionar diversos setores 

As viagens, o lazer, a media, o retalho e os transportes estão a começar a usar novas tecnologias que permitem às pessoas adicionar uma camada mais emocional à sua utilização. Podemos ter como exemplo, a Realidade Virtual que consegue recativar novas audiências para o cinema através de uma experiência mais cativante e imersiva; 

 

2. O conhecimento dos perfis dos consumidores continua a aumentar através dos sensores e dispositivos inteligentes

Rastreiam os movimentos e as emoções, o que abre imensas oportunidades em termos de media, podendo, por exemplo os setores da saúde e do fitness adaptar as suas mensagens aos timings certos, oferecendo produtos e serviços personalizados e relevantes em cada momento; 

 

3- A evolução da Internet of Things (IoT) promete oferecer maior eficiência e utilidade para as pessoas.

Enquanto casas e carros inteligentes podem melhorar a vida das pessoas e resolver questões de restrições de tempo, a integração da IoT na media e no entretenimento permite oferecer novas experiências e formas mais estimulantes na forma como interagem com o mundo. Após várias fases de adaptação, hoje estamos todos mais propensos a confiar e a deixar que a tecnologia tome algumas das nossas decisões, melhore a nossa vida e nos proporcione experiências novas e diferenciadoras.  

 

Publicado na Marketeer, em fevereiro de 2016

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *